Nota de rodapé

De toda a imagem poética, a que menos te representa é a de nota de rodapé.

(Anotação para um depois. Uma conversa talvez. Um conto certamente).

És uma obra inacabada. No sentido Foucaultiano de obra. De um conjunto tão esparso que qualquer limite seria um mero recorte do discurso.

(Ideia para um artigo. Uma aula sobre metáforas. Quem sabe uma publicação).

A questão é que a essência é sempre a mudança. E a ironia aqui se mostra: só nos percebemos modificados porque existe uma essência outra, ainda que inabarcável.

(O silêncio de nossa filosofia para sempre nunca publicada).

Anúncios

3 pensamentos sobre “Nota de rodapé

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s