A case of you – Joni Mitchell

 

(tradução livre)

Pouco antes de nosso amor ter se perdido,
Disseste: “sou constante como a Estrela do Norte”
E respondi: “constantemente na escuridão?
Onde fica isto? Se me quiseres, estarei no bar”.
No verso de um porta-copos
Sob a luz da tela da TV
Eu desenhei o mapa do Canadá…
Oh! Canadá…
Com tua face rabiscada duas vezes.
Oh, estás no meu sangue como um vinho sagrado:
Teu gosto é tão amargo e tão doce.
Eu poderia beber uma caixa de ti, querido
E eu permaneceria em pé…
Eu ainda permaneceria em pé.
Eu sou uma pintora solitária
Eu resido numa caixa de tintas
Eu sou amedrontada por um demônio
E desenho para aqueles dos quais não sinto medo…
Eu recordo aquela vez em que me disseste
“O Amor está tocando as almas”
Certamente tocaste a minha
Pois partes de ti emergem de mim
Desta maneira de tempos em tempos.
Eu conheci uma mulher, ela tinha uma boca como a tua
Ela conhecia tua vida;
Conhecia teus demônios e teus atos. E ela disse:
“Vá até ele, permaneça com ele o quanto puderes
Mas estejas preparada para sangrar”.
Mas tu estás em meu sangue,
Tu és meu vinho sagrado,
És tão amargo, tão amargo e tão doce.
E eu poderia beber uma caixa de ti, querido
E eu permaneceria em pé…
Eu ainda permaneceria em pé.