Trilha Sonora da Casa – Joni Mitchell

Dessa vez, senti a vontade de fazer uma tradução (sem maiores pretensões, não me considero nem medíocre, quem dirá boa em traduções).

A última vez que vi Richard

A última vez que vi Richard foi em Detroit, em 1968.
E ele me disse que todos os românticos encontram o mesmo destino algum dia:
Alguém cínico e bêbado e entediante
Em algum obscuro café.

“Você ri”, ele diz, “você se considera imune,
Mas veja seus olhos:
Eles transbordam de luar…
Você gosta de rosas e de beijos e de homens maravilhosos para dizer a você
Todas aquelas maravilhosas mentiras.
Quando você perceberá que se trata apenas de maravilhosas mentiras?
Apenas maravilhosas mentiras…”.

Ele colocou uma moeda em uma jukebox e apertou
Três botões e a coisa começou a tocar
E uma garçonete veio de meia-arrastão e gravata borboleta
E ela disse: “terminem o drink, já é hora de fechar”.
“Richard, você não muda mesmo”, eu disse,
“É só que você está romantizando alguma dor em sua cabeça.
Você traz lápides em seus olhos, mas as canções
Que você escolheu são sonhos,
Escute: elas falam de um amor tão doce…
Quando você voltará a se reerguer?
E o amor pode ser tão doce, tão doce…”

Richard se casou com uma patinadora artística
E ele a presentou com uma máquina de lavar prato e uma cafeteira
E agora ele bebe em casa, à noite, com a tevê ligada
E todas as luzes acesas.
(Enquanto) eu estou apagando essa maldita vela
Eu não quero que ninguém venha à minha mesa
Eu não tenho nada para falar com ninguém
Todos os bons sonhadores abandonam isso algum dia,
Se escondendo atrás de garrafas em  obscuros cafés.

Apenas essa escuridão à frente
Eu pego minhas gloriosas asas
E voo longe
Apenas uma fase, esse dias de obscuros cafés.

(eu preferi “obscuro” à “escuro” – ou a qualquer possível tradução para “dark” – porque acho que supre mais a imagem de um lugar escuro, meio underground, meio melancólico, frequentado por românticos incuráveis)

Anúncios

4 pensamentos sobre “Trilha Sonora da Casa – Joni Mitchell

    • Só compartilhei minha “tradução” furada porque as demais que encontrei na net são terríveis, e há pessoas que me seguem que não leem em inglês. E esse poema é muito foda para passar em branco.

      Deixo as traduções para quem se dedicam a elas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s