Um homem

“As suas mãos as quero firmes quando me despir. Mas ainda mais quero que ele me saiba vestir.” – Mia Couto

 

Ele é um homem.

Não estou dizendo aqui

Que haja maneira engessada de ser homem.

Ou que seja melhor ser homem.

Mas ele não é um menino.

Tampouco garoto.

É um homem feito,

De barba nem sempre feita.

 

Ele é um homem.

E homem, aqui, não é generalização de humanidade.

Além de humano, ele é homem,

Com seus pelos no peito

E suas mãos curiosas de homem,

Cuidadosas de homem.

Mãos de homem que sabem despir

E, acima de tudo, vestir.

 

Virgínia Celeste Carvalho

Anúncios

Um pensamento sobre “Um homem

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s